Me siga pelo email - Follow by Email

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Palavras...


A mentira consumada q consome o criador, o malfeitor;

'me consumiu
e comigo foi o meu amor' ( ele diz )

Palavras,
e amor, que se depencam assim como um castelo de areia
o vento sopra a noite,
e me traz o soluço de ontem , mais a vertigem da tristeza do amanhã,
e despedaça como uma flor em bem-me-quer, ou mal-me-quer?
então, chora no peito calada a dor q vc nao pode ver,
nem tampouco tocar, essa é dor é dor minha e por mais q eu grite,
escreva e fale, nao vai passar,
e vc dono da malfeitoria, da maquinaria chamada cabeça,
que criou toda essa algazarra aqui,
trate de SER pra kem sabe um dia encontrar alguém para te merecer,
pelo seu SER e nao pelo q vai TER. ( ela diz )


Um silêncio,
impera,
o soluço do coração.


Preta
Namastê

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Hein?!

Acho que a gente escreve melhor quando tá triste, quando sente dor, mas não é essa dor que a gente sabe dizer onde dói, tipo, dói a cabeça, dói o pé, daí você toma um remédio que sua mãe te receita e daki a algum tempo já passou.
Falo da dor do coração, akela dor que não se tem o que fazer, akela que você prefere o silêncio porque qualker palavra dói, akela que só você sabe o quanto dói e não pode tomar remedinho nenhum pra sarar. Dor essa que não passa.
Estou a algum tempo sem escrever, tenho vontade de escrever quando estou feliz, realizada de coração de alguma forma, quando estou me sentindo viva, e de um tempo para cá essas cores sumiram. E hoje, uma bela sexta-feira às 23:02 eis que lembro desse meu fatídico blog, que não funciona nada, não tem como colokar um link, uma música nem nada, mas me serve pra desabafar, desabafar com o mundo, tô chorando com a noite enquanto ela sorri. Sei que tem sempre um que gosta de ler a fossa do outro, que tem sempre alguém que se encaixa nessa ou nakela história que a gente escreve. Mas não é por isso que escrevo, escrevo pra passar a metade da metade do que sinto, e mesmo que queira nem assim consigo. O tempo ta passando.. São 23:05, estou escutando Evaporar - Little Joy, e eu continuo aki, inerte perante mim mesma, e o que posso fazer pra isso passar? Acho que nada. Esperar o tempo passar, talvez seja uma forma tola de ver o meu tempo se esvairindo por aí. De aceitar de qualker forma o que ele tem a me oferecer. Ingratidão mata. Tristeza também.



'Tempo a gente tem
Quanto a gente dá
Corre o que correr
Custa o que custar

Tempo a gente dá
Quanto a gente tem
Custa o que correr
Corre o que custar

O tempo que eu perdi
Só agora eu sei
Aprender a dar foi o que ganhei
E ando ainda atrás desse tempo ter
Pude não correr pra ele me encontrar
Não se mexer
Beija-flor no ar

O rio fica lá, a água é que correu
Chega na maré, ele vira mar
Como se morrer fosse desaguar
Derramar no céu, seu purificar
Deixar pra trás sais e minerais
Evaporar'


(Evaporar - Little Joy)
(Composição: R. Amarante)



Fica a Dica: http://www.youtube.com/watch?v=IWXTisH11-Y

Preta
.
.
.
.
.

domingo, 26 de abril de 2009




"Até ontem tudo estava aqui
Casa, sol, felicidade e nós
Mas aconteceu e eu nem percebi
Quando tudo se perdeu de mim
Quadros, móveis a televisão, nossas fotos, seu amor por mim
Devem estar aqui n'outra dimensão,
As coisas somem sem explicação

Se tudo passa depressa
Só o que é novo interessa
40 dias no espaço, em algum planeta deserto,
Talvez de lá eu consiga voltar a ver o que eu não vejo de perto."

Leoni
40 Dias no Espaço

...


"Mudaram as estações, nada mudou
Mas eu sei que alguma coisa aconteceu
Está tudo assim tão diferente..
Se lembra quando a gente chegou um dia a acreditar
Que tudo era pra sempre, sem saber, que o pra sempre
Sempre acaba.."






As pessoas me fazem sorrir, me fazem chorar.. me dedicam uma amizade a qual eu também as dedico, o afeto que dedico é verdadeiro, embora muitas não sejam como eu e nem acreditam nisso. Ainda acredito na força do amor, msmo que ele fuja por um tempo, gostaria hoje, de acreditar mais, mas não consigo, espero que seja uma questão de tempo. Hoje choro e desacredito. Amanhã sorrio e acredito novamente. Hoje consolo corações, amanhã alguém consola o meu coração. As pessoas são ingratas, as pessoas são hipócritas, dissimuladas, ladras. Roubam de mim o que tenho de mais precioso, levam para sempre todo um sentimento que os dediquei, levam parte do meu coração e longe descartam-no. Porque as pessoas fazem isso? Porque a vida nos faz tão cegos, tão ingênuos, quando no máximo deveríamos ser frios?? Tristeza vem e passa, amor vem e passa (?), alegria vem e passa.. 'Se tudo passa como se explica?'
Não sei.. mas até passar a gente pena um bocado. Olho pra tela e não me vem nada, a tela perde a cor. Lembro da decepção que senti quando olhei pra você. Lembro que não vale fazer tudo por alguém, porque chegar ao final e perceber que nada valeu é frustrante. E então lembro de mim, que estava esquecida lá no fundo, tento retomar o que foi deixado, mas acho difícil, muito tempo se passou, nem sei se vale a pena relembrar. A verdade é que o tempo passa, traz saudade, mas depois de algum tempo traz esquecimento sim. E é assim que vai ser.
Marcas de um tempo que passou, e da decepção que se instaurou.


Vanessa L.

quinta-feira, 16 de abril de 2009


Amor deveria ser coleção. Daqueles que a gente vai guardando numa prateleira no quarto, akela coisa que você acorda e olha todo dia. Pra ver se a inspiração vem. Se eu pudesse eu tocava em meu destino, hoje eu seria uma colecionadora nata. Já caí no conto do vigário. Você também. Interessante. Enfim, cruzamos em algum lugar da história. Coincidências, existem? Presumo que não. Sei que pelo caminho encontro gente do bem e pena não poder aproveitar cada segundo do tempo destes que me faz rir. Pena não ter dinheiro e tempo pra poder viver solta por aí. E, bom te encontrar uma vez ou outra pelo meu caminho... É perigoso a gente ser feliz. Só uma coisa, quando vier, traga sorrisos e saudade. Se de todo jeito não houver como trazer as duas coisas, traga a saudade. Eu prefiro a saudade.


.
.
.
.
.


Preta

domingo, 12 de abril de 2009


Veja bem, meu bem..

"Veja bem além destes fatos vis.
Saiba, traições são bem mais sutis.
Se eu te troquei não foi por maldade.
Amor, veja bem, arranjei alguém
chamado saudade."

Marcelo Camelo

quarta-feira, 8 de abril de 2009

- Dois Barcos -




"Quem bater primeira dobra do mar
DÁ DE LÁ BANDEIRA QUALQUER
APONTA PRA FÉ E REMA


É, pode ser que a maré não vire
Pode ser do vento vir contra o cais
E se já não sinto teus sinais
Pode ser da vida acostumar


Será, Morena?
Sobre estar só, eu sei
Nos mares por onde andei
Devagar
Dedicou-se mais
O acaso a se esconder
E agora o amanhã, cadê?

Doce o mar, perdeu no meu cantar

Só eu sei
Nos mares por onde andei
Devagar
Dedicou-se mais
O acaso a se esconder
E agora o amanhã, cadê
?



(( Dois Barcos - Los Hermanos ))

Sem mais..

.
.

terça-feira, 7 de abril de 2009


Down Em Mim

Composição: Cazuza e Frejat

Eu não sei o que o meu corpo abriga
Nestas noites quentes de verão
E nem me importa que mil raios partam
Qualquer sentido vago de razão
Eu ando tão down
Eu ando tão down

Outra vez vou te cantar, vou te gritar
Te rebocar do bar
E as paredes do meu quarto vão assistir comigo
À versão nova de uma velha históriaE quando o sol vier socar minha cara
Com certeza você já foi embora
Eu ando tão down
Eu ando tão down

Outra vez vou te esquecer
Pois nestas horas pega mal sofrer

Da privada eu vou dar com a minha cara
De babaca pintada no espelho
E me lembrar, sorrindo, que o banheiro
É a igreja de todos os bêbados
Eu ando tão down
Eu ando tão down
Eu ando tão down
Down... down


.
.


http://www.mp3tube.net/br/musics/Barao-Vermelho-Down-em-Mim/83789/



.. nhé!!
PretA

.

sábado, 4 de abril de 2009

QUATRO DE ABRIL/ DOISMILENOVE


Não poderia hoje, deixar de vir aki e falar, que se hoje estivesse vivo, CAZUZA estaria completando '51 anos'. Pra quem não sabe sou fã do cara. É uma paixão um tanto quanto diferente, já ouviu que os opostos se atraem? Nesse caso é verídico, sou uma 'politicamente correta' e careta (Nem tanto assim, vai!..um pouco!rs) e que no entanto era pra achar ele, suas músicas e seu estilo de vida 'o-fim-do-mundo', mas não! A forma como ele viveu e falou, e bebeu, e cantou e sorriu me traz vida!(Parece que quando leio, ou o escuto pulsa mais vida aqui, e me faz bem! Acho que no fundo eu gostaria de ser livre, assim como ele, tipo 'Foda-se o resto do mundo, eu tô vivendo e não me importo com o que você acha! Ele respirava vida, liberdade, otempotodo!!) 'Porraloka' geral, sem mais nem menos. Mas.. pra mim, o cara! Falava o que queria, se queimava com isso, burguês, classe média alta do Rio, andava com gente de todo tipo, cor, raça, religião e afins! Talvez tenha pago com a própria vida por essa sua louka forma de viver e 'não pensar' e agir. Gente, coração, alma. Talvez tenha sido o melhor letrista dos anos 80, se não for até hoje. Tudo bem suas músicas trazem um 'quê' de dor-de-cutuvelo, mas quê que têm?? Eu gosto, até você gosta! Vai me falar que nunca ouviu 'Brasil, Exagerado, Bete Balanço, Pro dia Nascer Feliz, Faz parte do meu show'? Pra não falar em 'Codinome Beija-Flor, Todo amor que houver nessa vida, Ideologia', e mais uma porrada de música que eu conheço e você talvez nem tenha ouvido falar.. Por exemplo,'Perto do fogo, Como já dizia Djavan, Preciso dizer que te amo, o Nosso Amor a Gente Inventa, Solidão que nada' e mais um monte que não foram citadas. Tem letra, tem vida, tem idéias, tem pulso!.. ainda pulsa vida!


" Eu sou da geração do desbunde.
Nunca tive saco pra milico, desfile, gente com medo.
Todo mundo ficava parado, mudo, anestesiado.
Não dava pra fingir que não tinha nada.
Pra mudar alguma coisa, a gente teve que gritar, se drogar.
Ir pra rua, enfrentar nossa própria fraqueza.
Era uma maneira de não se render, e não ficar careca, careta."

.
.

Carta Dani

"Escrevo numa tarde cinzenta e fria
Trabalho pra espantar a solidão e meus pensamentos
Hoje assumi em público minha doença
Estou mais leve, mais livre
Mais ainda tenho muitos medos
Medo de voar, de amar
Medo de morrer, de ser feliz
Medo de fazer análise e perder inspiração
Ganho dinheiro cantando minhas desgraças
Comprar uma fazenda, fazer filhos
Talvez seja uma maneira de ficar pra sempre na terra
Porque discos arranham e quebram
Amor
Cazuza"

.
.

PREFIRO TODDY AO TÉDIO !!!!!!!!!!!!!!

(Cazuza)





Termino, com frases de Cazuza, quando em meados dos anos 80 falavam sobre o ano 2000, se ele chegaria ou não.. e Cazuza nessa música disse que chegaria, e não mudaria nada.. e ele acertou. Aqui estamos nós, ano 2009 e nada mudou, corrupção, fome, desigualdade social, tudo continua igual e píor. Ele tinha olhos voltados para uma geração muito a frente à sua. Talvez por isso fosse uma pessoa tão escandalizada pela mídia.


"Quando tudo explodir
Mas não vai explodir nada
Vão ficar os homens se olhando
Dizendo: "O momento está chegando"
2000, é ano 2000
E não vai mudar nada
E não vai mudar nada"


É ISSO AÍ!
BEIJOMELIGATCHAUUUUMMM!!!!!!!!!!!!!!!!



'Preta'

sábado, 28 de março de 2009

Mistura


É uma mistura.
Mistura do ‘não poder, da relutância, do saber que não se deve fazer’ e mesmo assim, fazer. É mais ou menos um vício, é tipo aquela coisa que acontece quando a gente compra ou ganha uma caixa de bombons, tem sempre um bombom que você gosta mais e um que você gosta menos, sabe que não deve comer tudo de uma vez só, mas.. não se controla, e come, come tudo. É mais ou menos assim, e no final quando os bombons acabam, você acaba comendo aquele, que não gosta ou não devia, porque se tornou dependente do bem estar momentâneo que ele te provoca. É mais ou menos isso, é uma adrenalina misturada ao medo de se prender, juntamente com uma vontade estampada no peito de querer sorrir, soltar a serotonina que o chocolate te fez ganhar, e o pior que se deixar se levar, acaba mesmo se perdendo, perdendo na afinidade que acontece toda vez, acidentalmente? Propositalmente? Ocasionalmente? ..ou sei lá o quê.
‘Já não tenho dedos pra contar..’ quantas vezes isso acontece.. ‘Mas.. Se isso for algum defeito, por mim.. Tudo bem!’
É uma mistura.
Mistura do engraçado com a bobagem e a loucura, do apelido, objeto e pessoas, da tela e da tinta, de pássaros e cores, melodias e letras, música de Chico com Elis, dia e noite. Do meu sorriso com o seu. Da minha saudade na tua. É essencial toda essa homogeneidade pra continuar a viver, e sorrir.
Na verdade são muitas misturas. Sem cessar.



E se isso for algum defeito, por mim tudo bem!
http://www.youtube.com/watch?v=D_T7X-qStsI&feature=related


P.s: Eu não consigo colocar vídeo aqui! Fika então o link..
Please!! Se alguém que passar por aqui, souber, me faleeee!!
Se é configuração ou sei lá o quê, já tentei de tudo! rs
Fika aí meu pedido. Brigadaa!



Pret@

quarta-feira, 4 de março de 2009

Certos roteiros


Há certos roteiros na vida que não tem como serem mudados. Mesmo que se queira.

Quis ver, chegar perto, encontrar mesmo, pra trocar idéia, nem que fosse meia dúzia de

palavras ou quem sabe uma dúzia inteira; um olhar e até mesmo um sorriso, aliás vários,

olhares e sorrisos.

Roteiros traçados, certamente. Desencontro certeiro.

Enfim, pega-se o carro, tenta se fazer com que o roteiro mude, pega-se a estrada, pensamentos

tomam conta, cidade vizinha, um telefonema dizendo 'volte, eles precisam de você.' A resposta é óbvia de um pensamento rápido, 'só vou ali e já volto, é rápido...'. Nada feito. Olho pra cara do destino faço careta, aponto língua. Mas, não há o que ser feito, é preciso voltar. Razão e amizade.

Sensação de não sei o quê... Sabores misturados. Achei que uma vez ou outra pudessemos mudar o tal do destino. Percebo que não.

A tentativa de fazer um roteiro já traçado mudar de trajeto foi em vão. Conspirações maiores. Tentavivas pelo ralo. E ele acha que foi uma simples 'má vontade'.

Agora já não adianta mais, falar isso ou aquilo, esforço maquiado por um esboço.

Mas tudo bem. Fica aí mais uma tentativa, talvez para dizer que gosto de você, que coisas planejadas não fazem parte do meu roteiro, definitivamente.



Até então.

Beijomeligatchau!


Preta

Um Pedido!

POR FAVOOORRRR VOCÊ QUE PASSA POR AQUI E SABE COMO PÕE VÍDEO NESSA
BUDEGA, FAÇAM O FAVOR DE ME CONTAARRR, PORQUE SÓ HOJE VI, QUE
POSTEI ALGO SOBRE 'SHOW' QUE ERA PRA SER UM VÍDEO DO SHOW, ÓBVIO, rs,
E NÃO TEM NAAADAAA!!
JÁ TENTEI DE TUUDOOOOOOOOOO !!!!!
AAAHHH!!
FICA O MEU PEDIDO !! rsrs
OBRIGADA!
oO

sábado, 7 de fevereiro de 2009

'O Show!'



" (...) Enquanto houver você do outro lado


Aqui do outro eu consigo me orientar


A cena repete a cena se inverte


Enchendo a minh'alma d'aquilo que outrora eu deixei de acreditar,



Só enquanto eu respirar


Vou me lembrar de você


Só enquanto eu respirar! "



Esse vídeo foi feito hoje às 5 da manhã na Life Club! Quem comparece ao estáculo deles sai com uma visão diferente, e se cada um parasse pra pensar e agir em um bem comum, talvez assim, o Brasil e o resto do mundo começaria a caminhar em direção ao Progresso.


O show foi lindo! Sem mais ...



Vanessa Lopes

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Reformulando!



O TEATRO MÁGICO E TODA SUA TRUPE EM FORMIGA DIA 06/02/2009 !!


E dia 07/02 em Divinópolis !!

Bora pra Minas uai !

Fazer acontecer esse show de poesia!




"Onde já se viu o mar apaixonado por uma menina?
Quem já conseguiu dominar o amor?
Por que é que o mar não se apaixona por uma lagoa?
Porque a gente nunca sabe de quem vai gostar..."


'Bora lá!'
Preta Lopesssssss
2009



segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Separô ?!

Separô ?!


Separô toda a minha correria
Separô o joio do trigo e da padaria
Separô diante de mim quando minha tristeza era parte do dia
Separô Dona Beleza de Dona Maria
Separô o que não restava do que já não tinha
Separô diante minha palavra e se fez poesia
Separô pra ouvir meu protesto, meu gesto que - incerto -
talvez não faria
Separô o silêncio da dor me trazendo alegria
Separô pra pensar no que a gente faria
se não houvesse a poesia,
se não restasse farinha pro nosso pão!
Iria só até o fim
Daria tudo e mais um pouco de mim
Separa um tanto que o outro eu te dou
Separa a chuva pra continuar flor!




O Teatro Mágico
Composição: Fernando Anitelli

P.s: O Teatro Mágico em Divinópolis dia 07/02 !! Bora lá !!

Vanessa Lopes


domingo, 11 de janeiro de 2009

Presente!

" ... sempre que se começa a ter amor a alguém, no ramerrão, o amor pega e cresce é porque, de certo jeito, a gente quer que isso seja, e vai, na idéia, querendo e ajudando, mas, quando é destino dado, maior que o miúdo, a gente ama inteiriço fatal, carecendo de querer, e é um só facear com as surpresas. Amor desse, cresce primeiro, brota é depois."



Guimarães Rosa



sábado, 10 de janeiro de 2009

João Guimarães Rosa



" Ser Mineiro é dizer UAI,

é ser diferente e ter marca registrada,

é ter história. "









(...) “Então explico. Nada quase corre simples, nesses casos, depois tremeiam- se lembranças e contra lembranças; e há que, se o destino quer e faz, aplica luxo de lances, ataca por linhas simultâneas - disto sei recheados exemplos. O que ele grava nas "Memórias", certo a certo, deu-se. Mas houve mais, confluência ...
"É de que Estado?" - "Minas." - "Fico com ele!"
"Visitando muitas vezes Minas, aí por volta de 1929 e 1930, e falando ao povo em comícios apaixonados, nunca deixei de meditar sobre os insondáveis juízos da Providência: eu tinha ido dez anos antes àquela bendita terra buscar um pouco de saúde. " Prezava não tão-só "a doçura daqueles ares de montanha"; mas própria a gente: - "Vocês, mineiros, são diferentes de todo- o- mundo..." – repetia; apreciava mesmo "as tragédias mudas da política mineira." Assaz confalasse o mote de COELHO NETO: "A terra venerável de Minas, terra de abundância e de hospitalidade, fértil e amável como o doce e generoso país quenanita... " E, pois, dela nunca poderia ser dito duvidador ou menos amigo."




“...às vezes quase acredito que eu mesmo, João, sou um conto contado por mim mesmo. É tão imperativo...".





E, traduzida tamanha euforia por Minas, gente e sentimento, é que se dá Guimarães Rosa, ele achava que estudar o espírito e o mecanismo de outras línguas ajudava muito à compreensão mais profunda do idioma nacional, por isso falava português, alemão, francês, inglês, espanhol, italiano, esperanto, um pouco de russo; lia: sueco, holandês, latim e grego (mas com o dicionário agarrado); entendendo alguns dialetos alemães; estudou a gramática: do húngaro, do árabe, do sânscrito, do lituano, do polonês, do tupi, do hebraico, do japonês, do checo, do finlandês, do dinamarquês; bisbilhotou um pouco a respeito de outras. Mas tudo mal. - "Principalmente, porém, estudando-se por divertimento, gosto e distração." J.G.R.


.


.


.



E assim, mineira, vou me rendendo a beleza daqui deste lugar, e das palavras muito bem escritas e ilustradas através das lembranças dele, reluzindo as minhas.


Preta Lopes
01/ 2009

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

- The Beatles - The Long and Winding Road

( A longa e sinuosa estrada )

"A longa e sinuosa estrada que leva até sua porta,
Jamais desaparecerá,
Eu já vi esta estrada antes.
Ela sempre me traz até aqui,
Conduz-me até sua porta.

Na noite selvagem e tempestuosa que a chuva eliminou,
Deixou uma piscina de lágrimas
Chorando pelo dia.
Por que me deixar aqui sozinho?
Mostre-me o caminho.

Muitas vezes eu fiquei sozinho
e muitas vezes eu chorei
De qualquer forma você nunca saberá
de quantas formas tentei,

Mas ainda assim elas me trazem de volta à longa e sinuosa estrada
Você me deixou esperando aqui há muito tempo atrás,
Não me deixe aqui esperando,
Guie-me à sua porta "


BEATLES , ontem, hoje, amanhã, SEMPRE!
Hello, Goodbye Baby!!

Namastê

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Seja


'Escreve quem tem um contexto próprio

Quem não se limita perante palavras

Quem sente e transpira sentimento

Seja ele qual for,

Você,

Que não tem um contexto de vivência própria

Jamais irá conseguir descrever o quer que seja

Somente usará palavras dos outros

Para descrever tamanho sentimento seu

Piedade

Transcrever somente o que alguém já o fez

Sentimentos seus,

Por mais que seja parecido com o que lê

Jamais será o que você sente,

Então

Desprenda-se

Brinque com o tempo

Tente

Transcreva-o

Seja!'




Vanessa Lopes
Jan/ 2009


Feliz 2009 cheio de realizações, saúde, paz e amor no coração,
são os meus mais sinceros votos, de hoje e sempre.


sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Adeus Ano Velho, Feliz Ano Novo!

Pela janela do carro, ía vendo minha vida passar.
Era o primeiro dia do ano. Fui, revendo conceitos, formando outros e deixando para trás opiniões formadas, que hoje, já não fazem tanto efeito assim, para mim. Na lembrança me vem um sorriso, aquele que me fez sorrir junto. No primeiro dia do ano! Dizem que o que a gente faz no primerio dia do ano se repete por todo o ano.
Sigo em frente, sorrindo, porque alguém me sorriu e me fez querer sorrir.
E neste sorriso me encontrei, eu me encontrei.Feliz!
Mais um ano chega e com ele todas as esperanças renovadas!


Um 2009 de renovações à todos.
Preta Lopes