Me siga pelo email - Follow by Email

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Hein?!

Acho que a gente escreve melhor quando tá triste, quando sente dor, mas não é essa dor que a gente sabe dizer onde dói, tipo, dói a cabeça, dói o pé, daí você toma um remédio que sua mãe te receita e daki a algum tempo já passou.
Falo da dor do coração, akela dor que não se tem o que fazer, akela que você prefere o silêncio porque qualker palavra dói, akela que só você sabe o quanto dói e não pode tomar remedinho nenhum pra sarar. Dor essa que não passa.
Estou a algum tempo sem escrever, tenho vontade de escrever quando estou feliz, realizada de coração de alguma forma, quando estou me sentindo viva, e de um tempo para cá essas cores sumiram. E hoje, uma bela sexta-feira às 23:02 eis que lembro desse meu fatídico blog, que não funciona nada, não tem como colokar um link, uma música nem nada, mas me serve pra desabafar, desabafar com o mundo, tô chorando com a noite enquanto ela sorri. Sei que tem sempre um que gosta de ler a fossa do outro, que tem sempre alguém que se encaixa nessa ou nakela história que a gente escreve. Mas não é por isso que escrevo, escrevo pra passar a metade da metade do que sinto, e mesmo que queira nem assim consigo. O tempo ta passando.. São 23:05, estou escutando Evaporar - Little Joy, e eu continuo aki, inerte perante mim mesma, e o que posso fazer pra isso passar? Acho que nada. Esperar o tempo passar, talvez seja uma forma tola de ver o meu tempo se esvairindo por aí. De aceitar de qualker forma o que ele tem a me oferecer. Ingratidão mata. Tristeza também.



'Tempo a gente tem
Quanto a gente dá
Corre o que correr
Custa o que custar

Tempo a gente dá
Quanto a gente tem
Custa o que correr
Corre o que custar

O tempo que eu perdi
Só agora eu sei
Aprender a dar foi o que ganhei
E ando ainda atrás desse tempo ter
Pude não correr pra ele me encontrar
Não se mexer
Beija-flor no ar

O rio fica lá, a água é que correu
Chega na maré, ele vira mar
Como se morrer fosse desaguar
Derramar no céu, seu purificar
Deixar pra trás sais e minerais
Evaporar'


(Evaporar - Little Joy)
(Composição: R. Amarante)



Fica a Dica: http://www.youtube.com/watch?v=IWXTisH11-Y

Preta
.
.
.
.
.

Um comentário:

um Louco disse...

Dói qualquer sentimento que desconheço, esse é o nome de um blog, mas uma frase que gosto baste. As vezes nosso Ser dói, nosso Devir dói. A dorzinha que se aloja, que monta sua casa e fica por algumas horas, ou dias, dorzinha que faz a gente deitar cedo e se enrolar nos cobertores tentando sentir o afago e o calor de uma outra pessoa, que apenas esteja ali, pois qualquer sentimento que desconheço dói. Qualquer toque desconhecido dói. Mas quem sabe uma palavra no meio do silêncio faça com que a dor se esconda e as cobertas fiquem mais quentes. Dó qualquer sentimento que desconheço dentro da boniteza da vida.